Just another WordPress.com site

Somos Luz em Acao

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PALAVRA TRABALHADOR DA LUZ



CONSIDERAÇÕES SOBRE A PALAVRA TRABALHADOR DA LUZ

Este termo – TRABALHADOR DA LUZ tornou-se comum.
Mas creio que seria bom muda-lo para algo mais sensato. Pois há muita gente que
se diz trabalhador da luz e na verdade são ou:
Mercenários da luz – Todas
aquelas pessoas
que exploram a credulidade e ingenuidade alheia cobrando dinheiro por algo que
deveriam passar gratuitamente. No caso, por exemplo: Canalizadores que se
propuseram a servir de canais aos seres da grande fraternidade cósmica da luz e
que no entanto, cobram pelas canalizações em forma de workshops, cursos e em
livros. Mas mercenários da luz envolve também a classe de pessoas que não são
canalizadoras, mas que cobram favores dos mestres ascensionados e sua turma de
anjos e arcanjos. Como por exemplo: fazem uma caridade qualquer por ai, e em
troca de sua caridade em nome da grande fraternidade branca ficam cobrando
favores dos seres desta fraternidade por terem feito aquilo, aquilo outro, etc.
Querendo que os mestres façam isto ou aquilo por elas, já que elas ajudaram a
hierarquia fazendo aquela determinada caridade.

Voluntários da luz – Este seria o termo
corretamente empregado para os trabalhadores da luz. Nada de equipe de transição
planetária como já vi sugerirem em um texto. Simplesmente voluntários da luz.
Porque é esta a denominação real de todos os voluntarios que pertenciam a outros
planetas, naves e estrelas e que voluntariamente desceram à Terra, obstruiram
suas consciências com a densidade da Terra e estão até hoje aqui aos trancos e barrancos ajudando no que podem no tocante à
dispersão de mais luz para a humanidade adormecida.

Voluntarios da luz
são almas voluntárias, bem diferente dos mercenários, que fazem algo sempre em
troca de alguma coisa. Os voluntarios da luz fazem seu serviço sem cobrar nada
de Deus, dos mestres ou de quem seja. São voluntarios. Fazem seu serviço por
devoçãoà uma causa maior, que embora conscientemente não se lembrem, estão aqui
para ajudar nesta causa.

Logicamente, com a queda, ou descida de vibração
dos voluntários da luz, muitos, mas muitos mesmo nem sabem que são voluntarios
da luz. Esperam um insight para começarem a despertar. Alguns já são meio
despertos, outros mais. Mas nenhum voluntario da luz realmente é 100% desperto,
enquanto encarnado na face da Terra. Muitos voluntarios da luz se perderam nesta
densificação da consciência e matéria, e uns se tornaram os mercenários da luz,
pois viram que o meio esotérico, newage dá bastante lucro, e estes se interessam
mais pela ostentação, dinheiro, e vida facil com as facilidades do dinheiro
conseguido pela enganação ao próximo. Não medem esforços em servir à luz, mas do
jeito deles: cobrando.

Muitos voluntarios da luz podem estar acomodados
só esperando a hora de irem embora, por se sentirem impotentes em viver numa
sociedade completamente diferente da que viviam em suas vidas anteriores à
Terra.
Mas esta situação não deve ser olhada com julgamento, maus olhos e
cobrança por outros "trabalhadores da luz", pois ninguém está livre do meio
externo, das pressões da familia onde os voluntários da luz
nasceram, da sua
genética limitante.A cada um conforme suas obras. Há pessoas em determinados
blogs por ai que ficam cobrando atitudes dos "trabalhadores da luz",
intimando-os com palavras como covardes e frouxos. Cada verdadeiro voluntário da
luz deve se preocupar com seu trabalho, e não ficar controlando o que outros
voluntários da luz fazem ou deixam de fazer. Pois muitos voluntarios da luz pode
fazer suas tarefas em nome da luz em total segredo e ninguém ficar sabendo, pois
como diz o anatema:"O que uma mão faz a outra não precisa ficar sabendo" faz-se
necessário ser modesto quanto a suas obras, e não fazer algo e alardear aos 4

ventos que fez isto, aquilo, auqilo outro. Pessoas deste tipo apenas querem
chamar atenção para si, são os egomaniacos. Não medem esforços para centrar
sempre toda e qualquer atenção a eles, pois se acham "grandes" trabalhadores da
luz.

O termo trabalhador da luz então, deveria ser abandonado, pois
trabalhador quer dizer que faz um serviço em troca de um beneficio, como
dinheiro, ou salário. Mas o que realmente nós ganhamos? Nada. E se ganhamos
algo, é experiência e maior amor incondicional, maior compaixão, e outros
Upgrades de tantas outras qualidades. Não há recompensa por ser um "trabalhador
na luz". Por isso devemos trocar esta denominação para voluntários da
luz.

De fato, alguns merecem a denominação trabalhador da luz, por
fazerem suas obras para a luz maior e esperarem recompensas. Neste caso, estes
se enquadram na outra denominação que citei, os mercenários da luz.

Bem,
voluntários da luz não quer dizer necessáriamente também que sejam pessoas
ligadas ao meio newage, às filosofias da Grande fraternidade branca, ao
esoterismo, ao ufomisticismo ou ao misticismo. Podem ser pessoas simples, sem
estes conhecimentos, mas que fazem suas caridades sem terem estes conhecimentos.
O fato da consciência delas estar mais ou menos adormecida, é irrelevante, e não
merece julgamentos por parte de alguns trabalhadores da luz que só sabem ficar
controlando a vida alheia e avaliando as pessoas conforme seus niveis de
consciencia despertos ou não. O importante para um voluntario da luz, atualmente
é
fazer sua obra o qual se voluntariou a faze-lo, do jeito dele, o minimo
que ele pode, e quando ele pode, não ter conhecimentos sobre quem é o mestre do
raio rubi, ou qualquer conhecimento esotérico ou newagiano
que ele não
saiba.

Os voluntarios da luz vieram para a Terra para agir em nome da
luz, não para adquirem conhecimentos que não possam levar à pratica. Todos eles
sabem disto incosncientemente. Conhecimentos esotéricos e newagianos adquiridos
são uma consequência de estar encarnado aqui, de estar entre amigos desta linha,
de ter tido um meio externo que propiciou a chegar nestas
ideologias.

Muitos voluntarios da luz são católicos, evangélicos,
budistas, e centenas de outras religiões, se sentem bem com elas e nem por isso
merecem ser desconsiderados por trabalhadores da luz hipócritas que julgam que
apenas as pessoas ligadas ao meio new age, e à grande fraternidade branca é que
devem ser chamadas de trabalhadores da luz.

É facil julgar quando não
conhecemos milhões de influências externas à alma de um voluntario da luz, que
veio para a Terra ajudar no processo de difundir a luz, e que por N
circunstâncias acabou encarnando em uma familia de pais evangélicos, ou que
acabou nascendo numa classe menos avantavada de dinheiro, que possui uma
configuração genética que impossibilite o despertar da consciência num ritmo
mais acentuado do que em outros voluntários da luz.

Então, depois destas
considerações todas, fica a critério dos trabalhadores da luz se enquadrarem em
mercenários da luz e/ou voluntários da luz. É a consciência de cada um que vai
dizer que ela é isto ou aquilo. Mas lembre-se: mesmo que a casaca do termo
mercenário da luz tenha lhe servido bem, ainda há tempo de mudar este padrão de
atitude mercenário teu. É só querer. Esforce-se em fazer mais as coisas
gratuitamente sem querer ganhar recompensas, e aos poucos você irá passar para o
lado dos voluntarios da luz novamente. Afinal você, se enquadra neste aspecto de
mercenário, veio para a Terra para ser voluntário e não
mercenário.

Namaste

http://eomagodiz.blogspot.com/2010/08/consideracoes-sobre-palavra-t…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: